Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

Brasil

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

A fascinação pelo resto: o hiper mal-estar na tecnociência / The fascination for the rest: hiper-suffering in technoscience

Pinheiro, Rafael; Carneiro, Henrique Figueiredo.
Tempo psicanál; 45(2): 419-438, dez. 2013. ilus
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-68092
Este artigo estabelece uma articulação entre a posição que o sujeito ocupa diante da tecnociência e a inexorável presença de resto, em suas várias dimensões subjetivas. A análise teórica sobre a fascinação pelo resto foi estudada pelas dimensões da constituição psíquica, do nervosismo hipermoderno e do hiper mal-estar. Conclui-se que o sujeito da fascinação pelo resto está acuado entre duas crenças: da ciência e da religião. Sem escapatória, ele se perde na desarticulação das palavras, e a fascinação passa a ser o mestre absoluto, atraído pelo brilho da Coisa, seja ela o real, Deus ou a felicidade. Fascinado, sua resposta é a espera de uma colisão resignada e sem sentido diante dos indicativos que os discursos promovem no bojo da ciência e da tecnologia.(AU)
Biblioteca responsável: BR85.1
Selo DaSilva