Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

Brasil

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Prevalência de aleitamento cruzado e saberes sobre esta prática / Prevalency of cross-nursing and the knowledges about this practice

Pereira, Carla Regina Gonçalves; Pereira, Waltair Maria Martins; Gonçalves, Nelson Veiga; Ravena-Canete, Voyner; Dias, Fabricio Aleixo; Tavares, Cileide Gomes da Mota.
Rev. para. med; 29(3)jul.-set. 2015. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: lil-786410

Objetivo:

Investigar a prevalência do aleitamento cruzado e os saberes sobre esta prática, entre gestantes atendidasna Estratégia Saúde da Família (ESF), do município de Belém, estado do Pará.

Método:

foi realizada uma pesquisaquanti-qualitativa, com desenho de estudo descritivo, observacional do tipo transversal. Os participantes da pesquisase constituíram de 85 gestantes atendidas nas ESF Galo I, Galo II e Canal da Visconde. Os dados foram coletadosatravés da aplicação de questionário semi-estruturado, aplicados entre os meses de setembro a novembro de 2013.

Resultados:

a prevalência de aleitamento cruzado encontrada foi de 61,54% entre as mulheres que já tinham filhos, amaioria das gestantes entrevistadas amamentaria o filho de outra pessoa caso fosse solicitada sem qualquer restrição,bem como pediriam para outra mulher amamentar seu filho caso achasse necessário. Um grande percentual (94,87%)de entrevistadas presenciou o aleitamento cruzado. Praticamente todas as gestantes relataram que não receberaminformação sobre os riscos do aleitamento cruzado pela equipe de saúde durante a realização do pré-natal. Os motivosque justificaram a prática do aleitamento cruzado foram a dificuldade para amamentar e a ausência temporária oudefinitiva da mãe.

Conclusão:

as concepções históricas culturalmente estabelecidas sobre o aleitamento materno,o sentimento de solidariedade, o altruísmo entre as mães, o incentivo ao aleitamento materno sem enfatizar suascontraindicações, em conjunto com a carência de informações sobre os riscos do aleitamento, se configuraram nestapesquisa como os principais motivos para a prática do aleitamento cruzado
Biblioteca responsável: BR1.1
Selo DaSilva