Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

Brasil

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Spatial distribution of low birthweight infants in Taubate, Sao Paulo, Brazil / Distribucion espacial de los recien nacidos con bajo peso en Taubate, Sao Paulo / Distribuicao espacial dos recem-nascidos com baixo peso em Taubate, Sao Paulo

Nascimento, Luiz Fernando C.; Costa, Thais Moreira; Zollner, Maria Stella A. da C..
Rev. paul. pediatr; 31(4): 466-472, dez. 2013. graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-698043

OBJETIVO:

Identificar o padrão de distribuição espacial de recém-nascidos (RN) com baixo peso no município de Taubaté, São Paulo.

MÉTODOS:

Estudo epidemiológico do tipo ecológico e exploratório, com dados da Secretaria Municipal de Saúde de Taubaté, relativos ao período de 1º de janeiro de 2006 a 31 de dezembro de 2010. Utilizou-se a declaração de nascidos vivos para obter os dados de nascimentos com peso inferior a 2500g e uma base digital de setores censitários para a análise. Calculou-se o Índice de Moran Global (IM), construindo-se mapas temáticos para a distribuição dos RN com baixo peso, dos postos de saúde e dos setores, de acordo com a prioridade de atendimento (Mapa de Moran). A significância estatística adotada foi α=5%. Efetuou-se a análise espacial pelo programa TerraView.

RESULTADOS:

Verificaram-se 18.915 nascidos vivos no período de estudo e 1.817 apresentavam baixo peso (9,6%). A prevalência de baixo peso ao nascer no período variou de 9,3 a 9,8%. Incluíram-se 1.185 RN que tinham endereços conhecidos e compatíveis com a base digital (65,2% do total com baixo peso). O IM para neonatos com baixo peso foi de 0,12, com p<0,01; para a distribuição dos postos de saúde, obteve-se IM =-0,07, com p=0,01. O Mapa de Moran identificou 11 setores censitários que devem ser objeto de intervenção pelo gestor de saúde, os quais se situam na periferia da cidade.

CONCLUSÕES:

A análise espacial identificou a distribuição dos RN com baixo peso por setores censitários e os setores com alta prioridade de intervenção. .
Biblioteca responsável: BR1.1
Selo DaSilva