Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

Brasil

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Microcefalia no Piauí, Brasil: estudo descritivo durante a epidemia do vírus Zika, 2015-2016 / Microcefalia en Piauí, Brasil: estudio descriptivo durante la epidemia del virus Zika, 2015-2016 / Microcephaly in Piauí, Brazil: descriptive study during the Zika virus epidemic, 2015-2016

Ribeiro, Igor Gonçalves; Andrade, Marcia Regina de; Silva, Janaína de Moraes; Silva, Zenira Martins; Costa, Maria Amélia de Oliveira; Vieira, Marcelo Adriano da Cunha e Silva; Batista, Francisca Miriane de Araújo; Guimarães, Herlon; Wada, Marcelo Yoshito; Saad, Eduardo.
Epidemiol. serv. saúde; 27(1): e20163692-11, 2018. tab, graf
Artigo em Português | INTEGRALIDADE, FIOCRUZ | ID: int-5465

Objetivo:

descrever a ocorrência e as características dos casos de microcefalia no Piauí, Brasil, durante epidemia do vírusZika em 2015-2016.

Métodos:

estudo descritivo com dados dos nascidos vivos no período de janeiro/2015 a janeiro/2016,obtidos do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (Sinasc), do Registro de Eventos em Saúde Pública (RESP) e de busca ativa em prontuários; mães e nascidos vivos foram testados para dengue, chikungunya e Zika, além de sífilis, toxoplasmose, rubéola, citomegalovírus e herpes (STORCH).

Resultados:

dos 75 casos de microcefalia, 34 foram relacionados a processo infeccioso congênito; a prevalência de microcefalia foi de 13,6/10 mil nascidos vivos; exames de imagem confirmaram que 34 nascidos vivos apresentavam calcificações, 23 atrofias cerebrais, 14 lisencefalia, 12 ventriculomegalia e 6 digenesias; nenhum apresentou resultado positivo para STORCH, dengue ou chikungunya; 1 referiu Zika IgM reagente.

Conclusão:

houve surto de microcefalia no Piauí, possivelmente relacionado à infecção gestacional pelo vírus Zika (AU)
Biblioteca responsável: BR433.1
Localização: BR433.1
Selo DaSilva