Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

Brasil

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Associated factors to urinary incontinence in women undergoing urodynamic testing / Factores asociados con la incontinencia urinaria en mujeres sometidas al estudio urodinámico / Fatores associados à incontinência urinária em mulheres submetidas ao exame urodinâmico

Silva, Juliana Cristina Pereira da; Soler, Zaida Aurora Sperli Geraldes; DominguesWysocki, Anneliese.
Rev. Esc. Enferm. USP; 51: e03209, 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-842707
Resumo OBJETIVO Analisar os fatores associados à Incontinência Urinária (IU) entre mulheres submetidas a estudo urodinâmico. MÉTODO Estudo transversal realizado com 150 mulheres atendidas em um centro urológico. Os dados foram analisados por meio de estatística uni e multivariada. RESULTADOS Mulheres brancas (79,3%), com sobrepeso (45,3%), na menopausa (53,3%), que ingeriam café (82,7%), sedentárias (65,3%), que fizeram parto normal (51,4%), com episiotomia (80%), que sofreram Manobra de Kristeller (69%). 60,7% apresentavam HipermobilidadeUretral (HU).Houve associação estatística entre mudança de peso e HU (p=0,024); menopausa,Deficiência Esfincteriana Intrínseca (DEI) e Instabilidade Detrusora (ID) (p=0,001); cirurgia ginecológica, DEI e ID (p=0,014); histerectomia etodos os tipos de IU (p=0,040); realização de atividade física eIU mista (p=0,014). CONCLUSÃO Intervenções e orientações quanto à prevenção da IU e ao fortalecimento da musculatura pélvica devem ser voltadas amulheres que apresentam mudança de peso, sedentárias, que se encontram na menopausa e àquelas que realizaram histerectomia ou outra cirurgia ginecológica. São necessários estudos sobre métodos de fortalecimento pélvico, de modo a contemplar o perfil dasnecessidades apresentadaspelas mulheres.
Biblioteca responsável: BR1.1
Selo DaSilva