Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

Brasil

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Estratégias de Atendimento Psicológico a Pacientes Estomizados e seus Familiares / Psychological Care Strategies for Stomized Patients and their Families / Estrategias de Atención Psicológica a Pacientes Ostomizados y sus Familiares

Silva, Natália Michelato; Santos, Manoel Antônio dos; Barroso, Bruna Caroline Turse; Rosado, Sara Rodrigues; Teles, André Aparecido da Silva; Sonobe, Helena Megumi.
Psicol. ciênc. prof; 39: 1-16, jan.-mar.2019.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-1021249
O objetivo deste estudo foi descrever as estratégias de atendimento psicológico utilizadas com pacientes estomizados e seus familiares em uma unidade de internação hospitalar de uma universidade pública do interior paulista no pré-operatório e na preparação para a alta hospitalar. Trata-se de um estudo exploratório-descritivo com abordagem qualitativa, que focaliza um programa de extensão que oferece cuidados, com enfoque interdisciplinar, para essa população. As observações extraídas das intervenções psicológicas foram registradas em diário de campo e os dados obtidos foram submetidos à análise de conteúdo e interpretados à luz de pressupostos teóricos da Psicologia da Saúde. Identificou-se nos relatos que a assistência psicológica contempla as seguintes estratégias levantamento da história clínica, identificação das necessidades psicológicas do paciente no pré-cirúrgico, reuniões com a equipe para discussão dos casos e elaboração do plano de cuidados terapêuticos, orientação aos familiares, escuta psicológica junto ao leito, orientações ao paciente e avaliação de seu estado psicológico, tendo em vista o preparo para alta hospitalar. O atendimento psicológico tem possibilitado o acolhimento dos pacientes, tendo como foco as necessidades identificadas durante o período de internação hospitalar decorrentes da intervenção cirúrgica e da estomização. O suporte psicológico tem contribuído para fortalecer a autonomia e minimizar o sofrimento associado à cirurgia e suas consequências, frente às limitações impostas pelo adoecimento crônico intestinal, além de possibilitar o atendimento articulado com a equipe cirúrgica e de enfermagem, assegurando assistência continuada ao paciente com foco no desenvolvimento de competências de autocuidado....(AU)
Biblioteca responsável: BR1552.1
Localização: BR1552.1
Selo DaSilva