Your browser doesn't support javascript.
Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Diferenças e desigualdades no acesso a terapia renal substitutiva nos países do BRICS / Differences and inequalities in relation to access to renal replacement therapy in the BRICS countries

Ferraz, Fábio Humberto Ribeiro Paes; Rodrigues, Cibele Isaac Saad; Gatto, Giuseppe Cesare; Sá, Natan Monsores de.
Ciênc. saúde coletiva ; 22(7)jul. 2017.
Artigo em Inglês, Espanhol, Português | LILACS, Bioética | ID: biblio-859808
A doença renal terminal (DRT) é um importante problema de saúde pública, sobretudo nos países em desenvolvimento, em vista dos altos recursos econômicos necessários para manutenção dos pacientes nas diversas formas de terapias renais substitutivas (TRS) existentes. O objetivo deste artigo é analisar as diferenças e as desigualdades que envolvem o acesso a TRS nos países que compõem o BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). Estudo aplicado, descritivo, transversal, qualitativo e quantitativo, com análise documental e pesquisa bibliográfica, tendo como fonte de dados censos nacionais e publicações científicas envolvendo o acesso a TRS em tais países. Verificou-se evidências de iniquidade no acesso a TRS em todos os países do BRICS, ausência de censos de diálise e transplante nacionais (Índia), ausência de legislações efetivas que inibam a comercialização de órgãos (Índia e África do Sul) e uso de transplantes de doador falecido de prisioneiros (China). A construção de mecanismos que promovam compartilhamento de benefícios e de solidariedade no campo da cooperação internacional na área da saúde renal passa pelo reconhecimento das questões bioéticas que envolvem o acesso a TRS nos países do BRICS.
Biblioteca responsável: BR2260