Your browser doesn't support javascript.

BVS APS

Atenção Primária à Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Palliative care and nursing in dissertations and theses in Portugal: a bibliometric study.

Ferreira, Maria Amélia Leite; Pereira, Alexandra Manuela Nogueira de Andrade; Martins, José Carlos Amado; Barbieri-Figueiredo, Maria do Céu.
Rev Esc Enferm USP; 50(2): 317-23, 2016 Apr.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | Jul 2016 | ID: mdl-27384213
Resumo: OBJECTIVE: To identify the academic scientific production on palliative care in master dissertations and PhD theses carried out by nurses in Portugal. METHOD: A descriptive retrospective study of bibliometric type with search for the abstracts available in repositories of higher education institutions in the period 2000-2014. RESULTS: Of the 1814 papers identified, 249 met the inclusion criteria (ten doctoral theses and 239 master dissertations). The most representative methodological approach was quantitative (31.35%) and the most studied area was family/informal caregiver (20.69%). The most studied target population were the students/health professionals (38.51%). CONCLUSION: The academic scientific production in this area has been growing in spite of the need for continued investment in order to fill the identified gaps. OBJETIVO: Identificar a produção científica académica sobre cuidados paliativos nos estudos de mestrados e doutoramentos efetuados por enfermeiros em Portugal. MÉTODO: Estudo descritivo e retrospetivo, do tipo bibliométrico, recorrendo aos resumos disponíveis nos repositórios das instituições de ensino superior no período 2000-2014. RESULTADOS: Dos 1814 trabalhos identificados, 249 corresponderam aos critérios de inclusão (10 teses de doutoramento e 239 dissertações de mestrado). A abordagem metodológica mais representativa é a quantitativa (31,35%), a área mais estudada foi a família/cuidador informal (20,69%) e a população-alvo mais estudada foram os estudantes/profissionais de saúde (38,51%). CONCLUSÃO: A produção científica académica nessa área tem vindo a crescer. Embora exista necessidade de investimento contínuo de forma a colmatar as lacunas identificadas.