Your browser doesn't support javascript.

BVS APS

Atenção Primária à Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Orientações políticas e prática profissional em instituições de longa permanência para idosos / Policy guidelines and professional practice in homes for aged

Silva, Joyce Alonso Canto da; Almeida, Maria Helena Morgani de.
Estud. interdiscip. envelhec; 18(1): 119-135, jun. 2013.
Artigo em Português | LILACS | Jun 2013 | ID: lil-731338
Resumo: No Brasil verifica-se aumento das doenças crônicas não transmissíveis que podem comprometer a funcionalidade do idoso com conseqüente perda de autonomia e independência e resultar em institucionalização de permanência. Políticas públicas para idosos têm buscado garantir atenção integral à saúde da população idosa. Considerando-se, a priori, recursos humanos capacitados e diversificados como um dos indicadores do processo de implementação das políticas nas práticas assistenciais, este estudo investiga possíveis relações entre práticas profissionais em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) e orientações políticas presentes em documentos oficiais. Realizou-se pesquisa documental entre 1989 e 2009, referente à publicação dos principais documentos oficiais e também pesquisa bibliográfica relativa às práticas assistenciais em ILPIs. Foram localizadas publicações que datam de 1985 a 2010. Entre os 12 trabalhos sobre práticas assistenciais selecionados, 6 utilizam como referência ao menos 1 dos 9 documentos oficiais analisados. Cinco (5) desses trabalhos dialogam com tais documentos através de discussões e 1 os utiliza apenas para justificar sua prática. Ainda que de forma não sistemática, a influência dos documentos oficiais sobre parte dos trabalhos realizados foi observada. Nesses casos, os profissionais demonstraram utilizar tais dispositivos legais como instrumentos factíveis para o desenvolvimento de ações em saúde. Reforça-se, portanto, a importância da criação de políticas de amparo aos idosos residentes nas ILPIs e voltadas ao aprimoramento dos profissionais que nela atuam.
In Brazil there is an increase in chronic diseases that can compromise the functionality, autonomy and independence of the elderly and result in his permanent institutionalization. Public policies for the elderly have sought to guarantee comprehensive and humanized care of the elderly population. Diversification and training human resources are important indicators of implementation of these policies and fundamental to the provision of comprehensive and humanized care for the elderly. It is assumed, however, that human resources geared exclusively by specific policies may not respond to the complexity of care and institutional demands, especially in Homes for the Aged. This study investigates possible similarities and differences between professional practices conducted in Homes for the Aged and policy guidelines of official documents. A documentary research was carried out between 1989 and 2009 on the main publication of official documents and also literature research was carried on care practices in Homes for the Aged. Publications were found dating from 1985 to 2010. Among the 12 selected papers on care practices, 6 use as a reference, at least one of the nine official documents analyzed. Five of these works relate to such documents through discussions and one uses them only to justify their practice. Albeit not systematically, the influence of official documents on the part of the work was observed. In such cases, practitioners demonstrated using such legal devices as feasible instruments for the development of actions in health. It reinforces the importance of expanding the dialogue between policy and practice professionals, focused on the creation of policies to support elderly residents in Homes for the Aged and improvement of professionals working in these institutions.
Biblioteca responsável: BR574.2