Your browser doesn't support javascript.

BVS APS

Atenção Primária à Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Saúde bucal do adolescente: necessidades odontológicas levantadas pelos agentes comunitários de saúde / Adolescent oral health: odontological needs raised by community health agents

Correa, Carlos Roberto Silveira; Saintrain, Maria Vieira de Lima; Vieira, Anya Pimentel Gomes Fernandes.
Rev. bras. promoç. saúde (Impr.); 25(2)jun. 2012. tab
Artigo em Português | LILACS | Jun 2012 | ID: lil-646067
Resumo: Objetivo: Apresentar dados epidemiológicos relativos à saúde bucal de adolescentes, obtidos com a utilização do Indicador Comunitário em Saúde Bucal (ICSB) e levantados pelos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) em um município do Estado do Ceará, Brasil. Métodos: Estudo transversal, realizado em Guaiúba-CE, Brasil, entre julho/2007 e fevereiro/2008. Agentes comunitários de saúde (ACS) utilizaram ICSB para coletar dados. O ICSB averigua capacidade mastigatória (número de dentes); necessidade de tratamento curativo (dentes com cárie e raiz residual); presença de agravos aos tecidos moles; e uso e necessidade de prótese dentária. Este possibilita a priorização do atendimento de pacientes com maiores necessidades, através de uma lista de sinais relacionados a problemas bucais. Foram examinados 743 adolescentes. Resultados: Os adolescentes tinham em média 26,14 ±3,61 dentes; 129 (17,4%) sem cárie, 301 (40,5%) possuíam uma ou duas, 223 (30,0%) três ou mais; 110 (14,8%) tinham raiz residual, 121 (25,7%) cálculo, 74 (10,0%) gengiva inflamada, 15 (2,0%) agravos aos tecidos da boca; 49 (6,6%) necessitavam prótese; 694 (93,4%) usavam escova dental; e 281 (51,3%) visitaram o dentista no último ano. Detectou-se associação entre visita ao dentista no último ano e gênero feminino (p=0, 0001), e entre idade menor de 12 anos e três ou mais cáries (p=0,023). Conclusão: Os dados levantados demonstram baixos indicadores de saúde bucal nos adolescentes. Identificou-se agravamento do nível de saúde bucal dos menores de 12 anos em relação aos mais velhos, o que demanda política pública voltada para esta realidade. Os dados sugerem que ICSB pode ser utilizado em levantamentos feitos em bases populacionais.
Objective: To present epidemiological data on adolescents oral health, collected by Community Health Agents (CHA) using Community Oral Health Indicator (COHI) in a city of Ceará State, Brazil. Methods: Cross-sectional study conducted in Guaiúba-CE from July, 2007 to February, 2008. Community health agents collected data using the COHI. The COHI evaluates the masticatory capacity (number of teeth); the need of restorative care (dental cavities and residual roots); presence of soft tissue injury; use and need of dental prosthesis. It allows giving priority care to the patients with greater needs by means of a list of signs related to oral health problems. A total of 743 adolescents were examined. Results: adolescents had 26.14 ± 3.61 teeth on average; 129 (17.4%) did not present cavities, 301 (40.5%) had one or two, 223 (30.0%), had three or more; 110 (14.8%) presented residual root, 121 (25.7%) tartar, 74 (10.0%) sore gums, 15 (2.0%) oral tissues injuries; 49 (6.6%) required prosthesis; 694 (93.4%) used toothbrush; and 281 (51.3%) had visited the dentist last year. It was detected an association between visit to the dentist in the last year and gender (p = 0, 0001), and between age below 12 and having three or more cavities (p = 0.023).Conclusion: Collected data demonstrated low oral health indicators among teenagers. It was noted that those aged under 12 present oral health indicators worse than the older ones, which demands public policies concerning such reality. Data suggests that COHI is suitable for epidemiological surveys.
Biblioteca responsável: BR6.1