Your browser doesn't support javascript.

BVS APS

Atenção Primária à Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Precarização do trabalho do agente comunitário de saúde: um desafio para a gestão do SUS / Precariousness of the work of the Community health: a challenge for SUS management

Castro, Janete Lima; Vilar, Rosana Lúcia Alves de; Fernandes, Vicente de Paula.
In. Barros, André Falcão do Rêgo; Santana, José Paranaguá de; Santos Neto, Pedro Miguel dos. Observatório de Recursos Humanos em Saúde no Brasil: estudos e análise / Observatory of Human Resouces in Health in Brazil: studies and analysis / Observatorio de Recursos Humanos en Salud en Brasil: estudios y análisis. Brasília, Ministério da Saúde, 2004. p.105-120, tab.
Monografia em Português | LILACS | 2004 | ID: biblio-878370
Resumo: INTRODUÇÃO: A discussão do tema precarização do emprego exige que sejam consideradas algumas conexões que envolvem as relações de trabalho e poder. OBJETIVO: estudar as condições de trabalho do agente comunitário de saúde. MATERIAL E MÉTODO: estudo descritivo com abordagem predominantemente qualitativa e teve como foco as formas de inserção no trabalho dos agentes comunitários de saúde de duas áreas do Rio Grande do Norte. RESULTADOS: a discussão da contratação do agente comunitário de saúde é mais complexa no que aparenta, pois ela não é resultado de uma simples decisão do setor saúde em contratar desta ou de outra forma. CONCLUSÃO: as secretarias municipais de saúde convivem com uma situação entre o reconhecimento do papel e da importância do agente comunitário de saúde nos serviços municipais e sua incapacidade, ou falta de vontade, de vincular esse profissionais de forma permanente à instituição e, o que é pior, sua incapacidade de vinculá-lo por meio de um contrato de trabalho que lhe garanta direitos, como férias, licenças, décimo terceiro salário, aposentadoria.
Biblioteca responsável: BR1.1