Your browser doesn't support javascript.

BVS APS

Atenção Primária à Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Perfil epidemiológico dos casos de sífilis congênita em um município de médio porte no nordeste brasileiro / Epidemiological profile of cases of congenital syphilis a mid-sized municipality of Brazilian northeast

Lima, Valdênia Cordeiro; Mororó, Raquel Martins; Martins, Maria Aparecida; Ribeiro, Sâmia Maria; Linhares, Maria Socorro Carneiro.
J. Health Biol. Sci. (Online); 5(1): 56-61, jan.-mar./2017. graf, tab
Artigo em Português | LILACS | 2017 | ID: biblio-875846
Resumo: Introdução: A sífilis congênita é ocasionada pela transmissão vertical da bactéria, Treponema pallidum, ou seja, da gestante para o concepto por via transplacentária. É considerada como sendo um sério problema de saúde pública. Objetivo: Analisar o perfil epidemiológico dos casos de sífilis congênita no município de Sobral, Ceará. Metodologia: Levantamento epidemiológico, descritivo utilizando dados secundários com abordagem quantitativa. Os dados foram coletados a partir das notificações do Sistema de Informação de Agravos de Notificação, referentes ao período de 2008 a 2013. Foram analisadas variáveis sociodemográficas das gestantes, acompanhamento da gestação e relacionadas ao recém-nascido. Resultados: Foram diagnosticados e notificados 119 casos de sífilis congênita, sendo possível observar que a partir do ano de 2010 o número de casos aumentou substancialmente, passando de 9 casos para 45 em 2013. A incidência anual variou de 1,8 casos/1000 nascidos vivos, em 2008, a 13,8 casos/1000 nascidos vivos, em 2013. Quanto às características da assistência pré-natal, 115 gestantes realizaram pré-natal (96,6%) e 74 (62,1%) mulheres tiveram o diagnóstico da sífilis na gestação, sendo que apenas oito (6,7%) tiveram o tratamento de forma adequada. Conclusão: O perfil da sífilis congênita do município estudado aponta para uma aceleração da incidência de casos no período analisado, embora dados mais recentes de 2015 apresentem redução significativa da notificação. A ocorrência dos casos da SC está amplamente relacionada com falhas no tratamento das gestantes infectadas, carecendo de preenchimento de lacunas no pré-natal que reforçam estratégias de prevenção dos casos. (AU)
Introduction: A Congenital syphilis is caused by the vertical transmission of the bacteria, Treponema pallidum, i.e., from the pregnant woman to the fetus through the placenta. It is considered as a serious public health problem. Objective: The analysis of the epidemiological profile of cases of congenital syphilis in the municipality of Sobral, Ceará. Methodology: Epidemiological survey, descriptive, using secondary data-exploratory study with a quantitative approach. The data were collected from the notification of the Information Service of failure in notification (Sistema de Informação de Agravos de notificação), for the period from 2008 to 2013. Several variables which included demographic data of the patients, monitoring of pregnancy related to the newborn were analyzed. Results: 119 cases of congenital syphilis, were diagnosed and notified making it is possible to observe that from the year 2010, the number of cases has increased substantially, from 9 to 45 cases in 2013. The annual incidence ranged from 1.8 cases per 1000 live births in 2008, the 13.8 cases/1000 live births in 2013. As for the characteristics of prenatal care that 115 pregnant women received prenatal (96.6%) and 74 (62.1%) women had the diagnosis of syphilis in pregnancy, and only eight (6.7%) had their treatment carried out in an appropriate manner. Conclusion: The profile of congenital syphilis of the city studied points to an acceleration of incidence of cases in the period analyzed, although more recent data from 2015 shows significant reduction of notification. The occurrence of cases of SC is largely related to failures in the treatment of infected pregnant women, lacking filling gaps in pre-natal which reinforce strategies for prevention of cases. (AU)
Biblioteca responsável: BR1780.2