Your browser doesn't support javascript.

BVS APS

Atenção Primária à Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Acompanhante de adulto na Unidade de Terapia Intensiva: uma visão do paciente / Patient's views of an adult companion in the Intensive Care Unit

Maciel, Márcia Rodrigues; Souza, Mariana Fernandes de.
Acta paul. enferm; 19(2): 138-143, abr.-jun. 2006. graf
Artigo em Português | BDENF - enfermagem (Brasil) | Jun 2006 | ID: bde-11957
Resumo: Objetivo: identificar se o cliente adulto gostaria de ter um acompanhante enquanto internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e relacionar a sua opinião com as variáveis sexo, idade, estado civil, escolaridade, gravidade da doença, tempo de internação e número de vezes que permaneceu em uma UTI. Métodos: o instrumento utilizado foi um formulário aplicado por meio de entrevista com pacientes que ficaram internados na UTI por um período mínimo de 24 horas. A amostra constituiu-se de 138 pacientes. Resultado: dos pacientes do estudo 44.9 por cento eram do sexo feminino e 55.1 por cento do sexo masculino sendo que 58.7 por cento concordaram e 41.3 por cento não concordaram com a permanência de um acompanhante. A correlação entre as variáveis mostrou significância entre desejar a presença de acompanhante e o número de vezes de internação em UTI (p=0.03). Houve também significância entre querer acompanhante e ser do fexo feminino (p=0.051). Nas demais variáveis não tiveram significância. Conclusão: este estudo mostrou a necessidade de perguntar ao doente se deseja um acompanhante e em que momento da internação. (AU)
Biblioteca responsável: BR1.2
Localização: BR1.1