Biblioteca Virtual em Saúde

Programa Nacional de Telessaúde

 

Histórico de pesquisa  ()

Sua seleção  ()

 0 documento(s) selecionado(s).

Refine sua pesquisa

Collapse All  Ocultar
Expand All  Mostrar
Temas
Tipo
Ano de publicação

Enviar por email

Você tem 0 documento(s) selecionado(s).

Nenhum documento selecionado

 
Resultados  1-10 de 26
1.

Como identificar um paciente alcoólatra?

Autor(es): Núcleo Telessaúde RS
Resposta: O usuário abusivo de álcool geralmente nega este "vício", mas sua condição clínica ou mesmo a "denúncia" dos familiares pode auxiliar na identificação do alcoolista. Conceitos de epidemiologia podem ser úteis para diagnosticar o uso abusivo e a dependência: * uso pesado: uso, em 20 ou mais vezes, nos últimos 30 dias que antecederam o questionamento; * uso abusivo: padrão de uso que tenha causado um dano real à saúde física ou mental do usuário, mas a pessoa ainda não preen [...]
2.

Quais as causas e sintomas da hidrocefalia?

Autor(es): Núcleo Telessaúde RS
Resposta: O cérebro produz constantemente um líquido (mais precisamente líquido cefalorraquidiano, ou líquor), que tem a função de proteger o encéfalo e a medula de danos, remover resíduos do metabolismo cerebral e fornecer ao cérebro hormônios necessários para seu funcionamento adequado. A hidrocefalia é uma doença na qual ocorre um aumento da quantidade de líquor no cérebro, que, quando em excesso, aumenta a pressão dentro do crânio, podendo causar danos importantes ao órgão. O l [...]
3.

Quais as sequelas e complicações da hidrocefalia?

Autor(es): Núcleo Telessaúde RS
Resposta: Muitas crianças com hidrocefalia congênita podem sofrer danos cerebrais permanentes, o que pode causar inúmeras complicações a longo prazo, como: - autismo (uma doença que causa problemas de comunicação e interação social) - dificuldade de aprendizagem - problemas da fala - problemas de memória - problemas de visão (como estrabismo) - problemas de coordenação motora Tanto a hidrocefalia congênita quanto a adquirida, geralmente necessitam que o tratamento seja realizado precoc [...]
4.

O que é uma crise epiléptica? O que fazer na presença de um indivíduo que apresenta uma crise epiléptica?

Autor(es): Núcleo Telessaúde RS
Resposta: As células do nosso cérebro, os neurônios, comunicam-se uns com os outros usando impulsos elétricos. Durante uma crise epiléptica estes impulsos elétricos são perturbados, levando o corpo a se comportar estranhamente. A severidade da crise epiléptica pode diferir de pessoa para pessoa. Algumas apenas passarão por um estado de "transe" de segundos ou minutos, enquanto outras perderão a consciência e terão convulsões : crise epiléptica caracterizada  por tremor incontroláve [...]
5.

Onde posso encontrar materiais informativos para os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) sobre álcool e outras drogas?

Autor(es): Núcleo Telessaúde RS
Resposta: O site do CEBRID (Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas) da Unifesp fornece informações sobre diversos tipos de drogas, dependência e linhas gerais de tratamento em caráter educativo. Está disponível em: http://www.unifesp.br/dpsicobio/cebrid/quest_drogas/ O mesmo Centro possui uma versão online de um folheto sobre bebidas alcoólicas: http://www.unifesp.br/dpsicobio/cebrid/folhetos/alcool_.htm Bibliografia selecionada: 1- Questões sobre drogas [Inter [...]
6.

Paciente com depressão que obteve controle do quadro com uso de Amitriptilina 25mg/dia tem necessidade de aumento da dose para um mínimo de 75 mg/dia?

Autor(es): Núcleo Telessaúde RS
Resposta: Todos os protocolos que indicam o uso de amitriptilina para o tratamento da depressão sinalizam que a dose mínima efetiva não é menor que 75 mg/dia. No entanto, o objetivo do tratamento da depressão é a resolução completa dos sintomas do paciente e não simplesmente o seguimento à risca de um protocolo. Desta forma, uma paciente com diagnóstico clínico de depressão que obteve melhora total dos sintomas com apenas 25 mg/dia de Amitriptilina não necessita de aumento da dose (Grau [...]
7.

Qual a quantidade de álcool que as pessoas podem tomar para não serem consideradas alcoolistas?

Autor(es): Núcleo Telessaúde RS
Resposta: O conceito de alcoolismo tem se modificado constantemente. Atualmente, é possível identificar diferentes problemas relacionados ao consumo de álcool. O uso nocivo é um padrão de consumo de álcool que causa danos à saúde. Os danos podem ser físicos (como hepatite alcoólica) ou mentais (como depressão após grande consumo de álcool). Já a dependência do álcool é caracterizada por um conjunto de alterações físicas, comportamentais e de pensamento em que o uso de bebidas alco [...]
8.

Existe associação entre exposição aos agrotóxicos e os problemas de saúde mental e suicídios?

Autor(es): Núcleo Telessaúde RS
Resposta: Um estudo transversal publicado no ano de 1995 no município de Venâncio Aires demonstrou associação entre suicídios e o uso de agrotóxicos, especialmente organofosforados entre produtores de fumo. GRAU C Outro estudo transversal publicado em 1999 e realizado entre agricultores da Serra Gaúcha demonstrou uma prevalência de 37,5% de morbidade psiquiátrica menor entre agricultores. Além disso, houve forte associação entre morbidade psiquiátrica e intoxicação aguda por agrotóxic [...]
9.

Como reagir frente ao surto de um paciente psiquiátrico?

Autor(es): Núcleo Telessaúde RS
Resposta: O principal a ser avaliado em um surto psicótico é se há risco de violência física ou não. (GRAU D) Na suspeita de que haja risco de violência o ACS deve manter-se em segurança, saindo da casa do paciente e orientando que os familiares, também estejam protegidos em caso de possível violência contra eles. (GRAU D) A maioria dos estudos sobre pacientes violentos são descrições de situações em emergências médicas e em internações psiquiátricas não havendo bibliografia ade [...]
10.

Quais os sintomas de depressão e como trabalhar com pessoas deprimidas?

Autor(es): Núcleo Telessaúde RS
Resposta: A depressão é uma doença muito comum, apresentando em geral uma evolução crônica, caracterizada por episódios recorrentes. É um importante problema de saúde pública. No Brasil, um estudo mostrou uma grande variação da prevalência anual, variando de 3% (em São Paulo e Brasília) até 10% (em Porto Alegre). Contudo, o número exato de pessoas com depressão é muito difícil de ser estimado, porque muitas pessoas não procuram atendimento ou não são efetivamente diagnosticadas [...]
Resultados  1-10 de 26