Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

Brasil

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Innovation and communicative action: health management networks and technologies.

Rivera, Francisco Javier Uribe; Artmann, Elizabeth.
Cad Saude Publica; 32Suppl 2(Suppl 2): e00177014, 2016 Nov 03.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-27828682

Resumo

This article discusses elements of a theory of innovation from the perspective of innovation networks and social construction of technology, based on Habermas' Theory of Communicative Action and authors from the Sociology of Innovation. Based on the theoretical framework of the communicative production of scientific facts, we focus on innovation management as a basic dimension that must meet some organizational and methodological requirements in order to power its results. We present and discuss instruments such as Situational Planning, Prospective Analysis, Strategic Portfolio Management, and Networks Management that can help deal with the challenge of innovation and exploration of the future. We conclude that network organizational formats centered on reflexivity of interdisciplinary groups and planning approaches that encourage innovation criteria in assessing the attractiveness of activities and that help anticipate forms of innovation through systematic prospective analysis can potentiate the process of generating innovation as a product of networks. Resumo: No artigo são discutidos elementos de uma teoria da inovação numa perspectiva de redes de inovação e de construção social da tecnologia, a partir da Teoria do Agir Comunicativo de Habermas e de autores da Sociologia da Inovação. Com base no marco teórico da produção comunicativa de fatos científicos, focamos a gestão da inovação como uma dimensão fundamental que deve contemplar alguns requisitos, tanto de natureza organizacional quanto metodológica, para potencializar seus resultados. Apresentamos e discutimos instrumentos como o Planejamento Situacional, a Análise Prospectiva, a Gestão Estratégica de Portfólios e a Gestão de Redes que podem contribuir para o desafio da inovação e exploração do futuro. Conclui-se que formas organizativas em rede, centradas na reflexividade de grupos interdisciplinares, e enfoques de planejamento que estimulem o uso de critérios de inovação na avaliação da atratividade das atividades e que ajudem a antecipar formas de inovação por meio de uma análise prospectiva sistemática podem potencializar o processo de geração da inovação como produto de redes.
Selo DaSilva