Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

Brasil

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Tuberculose e análise espacial: revisão da literatura / La tuberculosis y análisis espacial: revisión de la literatura / Tuberculosis and spatial analysis: literature review

Santos, Natália Sperli Geraldes Marin dos; Santos, Maria de Lourdes Sperli Geraldes; Vendramini, Silvia Helena Figueiredto; Villa, Tereza Cristina Scatena; Ruffino-Netto, Antonio; Neto Francisco, Chiaravalloti; Lourenção, Luciano Garcia; Lins Werneck, Alexandre.
Cienc. enferm; 20(2): 117-129, ago. 2014. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-724782

OBJETIVO:

Analisar no meio científico os artigos que abordem a tuberculose com o uso de ferramentas de sistema de informação geográfica (SIG) e a análise espacial.

MÉTODO:

Trata-se de um estudo de revisão bibliográfica, cuja fonte de busca foi o portal eletrônico da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), as bases de dados Scopus e Web of Knowledge (ISI) pelo portal da Coordenação de aperfeiçoamento de pessoal de nivel superior (CAPES). Os descritores utilizados foram tuberculose e análise espacial, tuberculose e sistema de informação geográfica e, tuberculose e características de residência. Realizou-se o ordenamento e a análise da bibliografia científica, de modo a avaliar e discutir aspectos relacionados ao uso das técnicas de análise especial para o controle da tuberculose.

RESULTADOS:

Em relação ao enfoque abordado/discutido, as principais categorias foram: "Situação epidemiológica" (51,0 por cento) e "área de risco de transmissão" (21,6 por cento). As principais conclusões referem-se às incidências elevadas de tuberculose em áreas de pobreza, aglomerado de casos, associação com superlotação, identificação de bacilo por genotipagem, associação com níveis socioeconómicos e demográficos, utilização de sistemas de informação geográfica (SIG) para melhoria da acessibilidade as ações de atenção primária a saúde.

CONCLUSÕES:

Análise espacial ajuda a evidenciar a subnotificação de agravos e obter taxas mais fidedignas por meio do mapeamento dos casos, contribuindo para o avanço na gestão pública e diminuição das iniquidades em saúde, além de permitir a otimização dos recursos materiais, financeiros e humanos. Os SIG e ferramentas de análise espacial representam grande avanço para o gerenciamento da tuberculose.
Biblioteca responsável: CL116.1
Selo DaSilva