Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

Brasil

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Endophytic colonization of rice (Oryza sativa L.) by the diazotrophic bacterium Burkholderia kururiensis and its ability to enhance plant growth

Mattos, Katherine A; Pádua, Vania L. M; Romeiro, Alexandre; Hallack, Leticia F; Neves, Bianca C; Ulisses, Tecia M. U; Barros, Claudia F; Todeschini, Adriane R; Previato, José O; Mendonça-Previato, Lucia.
An. acad. bras. ciênc; 80(3): 477-493, Sept. 2008. ilus, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-491836
Burkholderia kururiensis é uma bactéria diazotrófica, originalmente isolada de um ambiente aquático poluído e apresenta alto nível de similaridade com a espécie endofítica "B. brasilensis" encontrada na planta de arroz. Este artigo demonstrou a habilidade de B. kururiensis colonizar endofiticamente plântulas de arroz, após esta bactéria ter sido inoculada na raiz das plantas. Esta capacidade foi confirmada pelo crescimento bacteriano em diferentes tecidos da planta, por microscopia eletrônica e pela análise do 16S rADN. Observação por microscopia eletrônica das raízes, caule e folhas das plântulas de arroz inoculadas, revelou predominância da colonização de B. kururiensis na zona pilífera da raiz, demonstrando que a colonização endofítica inicia-se na endoderme, espalha-se pelo xilema, sendo esta a possível via para a bactéria alcançar as partes aéreas. A adição de uma fonte de nitrogênio, embora não tenha influenciado no crescimento bacteriano, foi um fator limitante para a colonização endofítica. Como a colonização endofítica mostrou-se diretamente associada ao aumento no desenvolvimento da planta, a produção do fitohormônio auxina/ácido 3-indolacético pela B. kururiensis foi verificada utilizando uma plântula de arroz transgênica, contendo o repórter responsivo para auxina (DR5-GUS). Nossos resultados sugerem que a produção de auxina pela B. kururiensis é responsável pelo estímulo no desenvolvimento da planta verificado pela ativação do DR5-GUS. Neste trabalho demonstramos, pela primeira vez, a habilidade de B. kururiensis colonizar endofiticamente a planta de arroz, promovendo tanto o aumento no crescimento da planta como a produção de sementes de arroz.
Biblioteca responsável: BR1.1
Selo DaSilva