Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

Brasil

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Epidemiological profile and spatial distribution of hantavirus cardiopulmonary syndrome cases in Pará State, Brazil, between 1995 and 2012/Perfil epidemiológico e distribuição espacial dos casos de síndrome cardiopulmonar por hantavírus no Estado do Pará, Brasil, entre 1995 e 2012

Marcos, Weber; Sousa Júnior, Alcinês da Silva; Matos, Mauro Wendel de Souza; Silva, Sheila Cristina Martins e; Gonçalves, Nelson Veiga; Travassos da Rosa, Elizabeth Salbé.
Rev Pan-Amaz Saude; 7(Ed. esp.): 177-187, 2016. mapas, tab, graf
Artigo em Português | IEC | ID: iec-15867

OBJETIVO:

Descrever o perfil epidemiológico da hantavirose no Estado do Pará, Brasil, pela análise dos casos comprovados de síndrome cardiopulmonar por hantavírus, no período de 1995 a 2012.

MATERIAIS E MÉTODOS:

Estudo descritivo, ecológico e transversal, utilizando dados secundários de casos confirmados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação/Pará entre 1995 e 2012. Foram analisadas variáveis demográficas, geográficas e temporais, atributos de oportunidade, sensibilidade e qualidade dos dados; e calculados indicadores epidemiológicos de taxa de prevalência, letalidade, mortalidade e análise de distribuição dos casos.

RESULTADOS:

O Pará teve 235 casos notificados, dos quais 77 positivos; houve 33 óbitos, sendo a taxa de letalidade de 42,9 por cento. Foram mais afetados homens (77,9 por cento), pardos (44,2 por cento), pessoas sem o ensino fundamental (54,5 por cento) e com idade entre 21 e 30 anos (33,7 por cento). O sintoma mais apresentado foi febre. A hemoconcentração (47,2 por cento) e o infiltrado pulmonar difuso (45,4 por cento) foram as alterações laboratoriais e radiológicas mais encontradas. Os trabalhos agrícolas e limpeza de cômodos foram situações de risco mais relatadas. Foram notificados casos durante todo o ano. A análise de distribuição espacial dos casos mostrou a concentração de casos com locais prováveis de infecção na região oeste do Pará.

CONCLUSÃO:

São necessárias ações de investigação epidemiológica e ecoepidemiológica dos casos no Estado do Pará, assim como treinamento e atualização dos profissionais de saúde que atendem nas urgências e emergências hospitalares (AU)

OBJECTIVE:

To describe the epidemiological profile of hantavirus in Pará State, Brazil, through an analysis of cases of hantavirus cardiopulmonary syndrome from 1995 to 2012.

MATERIALS AND METHODS:

Descriptive, crosssectional, and ecological study, using secondary data from confirmed cases in the Notifiable Diseases Information System (SINAN) for Pará State between 1995 and 2012. Demographic, geographical, and temporal variables, as well as opportunity, sensitivity, and quality of data attributes were analyzed. Furthermore, epidemiological indicators of prevalence, lethality, and mortality were calculated and an analysis of case distribution was conducted.

RESULTS:

Pará had 235 reported hantavirus cases, of which 77 were positive; there were 33 deaths, and the mortality rate was 42.9 percent. The most commonly affected were men (77.9 percent), mulattos (44.2 percent), persons without any basic education (54.5 percent), and those aged between 21 and 30 years (33.7 percent). Fever was the most common symptom. Hemoconcentration (47.2 percent) and diffuse pulmonary infiltrate (45.4 percent) were the most frequent laboratory and radiological findings. Farm and janitorial work were the occupations with highest risk of developing the syndrome. Cases were reported throughout the year. An analysis of the spatial distribution of cases showed a concentration of cases in the western part of Pará State.

CONCLUSION:

Epidemiological and ecoepidemiological investigation of hantavirus cases in Pará State is required, as well as training and updating health professionals that work in hospital emergency departments (AU)
Biblioteca responsável: BR275.1
Localização: BR275.1
Selo DaSilva