Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

Brasil

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

El Inicio de la Enfermería en México: Conflictos de Poder y Genero 1896-1904 / The beginnings of nursing in Mexico: Conflicts of power and gender, 1896-1904 / O início da enfermagem no México: Lutas de poder e de gênero, 1896-1904

Nance, Douglas C.
Cult. cuid; 22(50): 89-101, ene.-abr. 2018. ilus
Artigo em Espanhol | IBECS | ID: ibc-175561
No início da enfermeira secular no México, a corrida foi envolvido em conflitos de poder, os papéis de gênero e da medicina.

OBJETIVO:

Este artigo explora os acontecimentos que iniciaram o ensino da enferma-gem no México, com uma perspectiva histórica e epistemológica com foco em papéis de poder e de gênero.

MÉTODO:

Foram utilizadas fontes primárias do Arquivo Histórico do Ministério da Saúde do México e da Universidade de Columbia em Nova York e de revistas mexicanas de enfermagem, entre outros.

RESULTADOS:

A primeira faculdade diretores-enfermagem no México 1896-1904, americanos e britânicos-americanos não eram tão submissa aos médicos, isso resultou em conflitos. A escola de enfermagem e o hospital tinham um ambiente patriarcal, onde uma "bom" enfermeira promoveu valores femininos de piedade, pureza, submissão e domesticidade, resultando na apresentação da enfermeira e a exclusão dos homens.

CONCLUSÕES:

Na medicina organizada mexicana só estão autorizados a aceitar aqueles que sabem como obedecer e ser apresentadas. O resultado foi a segregação da enfermeira para uma posição subordinada. Estes conflitos e seus resultados foram definitivos nos caminhos que ele executaria na enfermagem do México
Biblioteca responsável: ES1.1
Localização: BNCS
Selo DaSilva