Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

Brasil

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Saber ser, saber conhecer, saber saber: compreendendo as vivências, saberes e as práticas pedagógicas de preceptores em um Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família / To know how to be, to know, to know: to understand the experiences, knowledge and pedagogical practices of preceptors in a Multiprofessional Residency Program in Family Health

Silva Junior, Renê Ferreira da.
Diamantina; s.n; 2018. ilus.
Tese em Português | LILACS | ID: biblio-916526
A residência em saúde surge como padrão ouro para formação em serviço, caracterizada pela educação no trabalho, relaciona teoria e prática, o ensino e o serviço, sendo importante para a formação dos profissionais para o Sistema Único de Saúde. Nesse contexto, destaca-se o papel do preceptor, essencial para a formação do residente. Assim, esse estudo tem como objetivo principal compreender a atuação docente de preceptores enfermeiros em um programa de residência multiprofissional em saúde da família da Universidade Estadual de Montes Claros e como objetivos específicos: descrever a construção das políticas e organização da saúde no Brasil e a Reforma Sanitária Brasileira; compreender as principais políticas públicas e programas interministeriais de formação em saúde no Brasil; descrever a residência em saúde; compreender o ser professor; conhecer o significado de ser preceptor e descrever seus processos formativos. Nortearam o estudo os seguintes problemas: Como ocorre à atuação docente dos preceptores? Qual sua identidade? E quais experiências docentes formam essa identidade? O estudo foi exploratório, descritivo, qualitativo e os procedimentos metodológicos articulam entrevistas orais temáticas, desenvolvido durante o ano de 2017, além de busca bibliográfica e documental para embasamento do corpus da dissertação. Para o processo de análise de dados foi utilizado à análise de conteúdo de Bardin. Os participantes foram preceptores enfermeiros atuantes no programa de residência em saúde da família, a amostra foi por conveniência, sendo selecionadas três preceptoras de acordo com a disponibilidade para participar da pesquisa e o maior e menor tempo de atuação. Utilizou-se um roteiro semi-estruturado para coleta de dados, que ocorreu nos pólos de atuação dos preceptores, durante o turno vespertino, nos meses de novembro e dezembro de 2017, os depoimentos foram gravados e transcritos na íntegra. O projeto de pesquisa foi aprovado com parecer 2.425.790/2017. O estudo está organizado em cinco capítulos, na qual buscou-se traçar a linha histórica da saúde no Brasil, em especial, o movimento de reforma sanitária, a construção do Sistema Único de Saúde e o desenvolvimento e implementação das principais políticas e programas direcionados á formação em saúde no país. Nessa perspectiva, deu se ênfase nas Residências Multiprofissionais em Saúde e o papel docente, finalizando com as vozes dos preceptores. Conclui-se que o estudo possibilitou a compreensão da evolução da saúde no Brasil, o que resultou no Sistema Único de Saúde, sendo criadas por meio dele estratégias de formação voltadas ao atendimento e aos seus princípios, assim, a residência multiprofissional em saúde é um espaço privilegiado de produção de ensino e saúde. Ressalta-se que o papel do preceptor é essencial para a formação de profissionais críticos e reflexivos, com mudanças na visão do residente sobre si e quais caminhos ele quer seguir. Percebe-se também fragilidades acerca da formação em docência dos preceptores e ausência de preparo específico prévio para desenvolvimento desse papel, no qual foi desempenhado inicialmente por oportunidade/convite de exercer o ofício docente. Evidenciou-se por fim que o papel docente do preceptor é secundarizado em detrimento as funções administrativas e/ou assistenciais, e a sua identidade enquanto educador é perdida.(AU)
Biblioteca responsável: BR1.1
Selo DaSilva