Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

Brasil

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Dificuldades Vivenciadas pelas Mães na Hospitalização de seus Bebês em Unidades Neonatais / Difficulties Experienced by Mothers during the Hospitalization of their Babies at Neonatal Units / Las Dificultades Experimentadas por las Madres en la Hospitalización de sus Hijos en las Unidades Neonatales

Zanfolim, Leidimara Cristina; Cerchiari, Ednéia Albino Nunes; Ganassin, Fabiane Melo Heinen.
Psicol. ciênc. prof; 38(1): 25-35, jan.-mar.2018.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-882558
A hospitalização de um bebê altera o equilíbrio de uma família, que necessita se reorganizar em torno da recuperação do recém-nascido. A mãe normalmente é o membro familiar que acompanha o bebê no hospital. Desse modo, este estudo se propôs a descrever os sentimentos e dificuldades que as mães vivenciam durante a hospitalização do seu filho, por meio de um estudo qualitativo, com abordagem de pesquisa-ação, tendo como cenário o setor de Neonatologia do Hospital Universitário da UFGD, na cidade de Dourados, MS. Para coleta de dados, foram realizadas gravações por voz e posterior transcrição, bem como anotações em diário de campo de 12 encontros com mães na modalidade de Grupo Operativo, idealizado pelo psicanalista Pichón-Riviére. O período da coleta foi de 22 de fevereiro a 11 de maio de 2016, o encerramento ocorreu por saturação dos dados coletados e realizou-se a análise de conteúdo de Bardin. A amostra foi constituída por 52 mães. Os resultados foram divididos em três categorias: i) instituição hospitalar: no que se refere à organização e estrutura física; ii) profissionais de saúde: seus comportamentos ofensivos e não empáticos nos cuidados com os bebês e suas mães; e iii) família: sofrimento e reorganização no processo de hospitalização. Portanto entende-se que o sofrimento das mães vai além das questões relacionadas à patologia do bebê, sendo necessário investir em estrutura física e em organização adequada para permanência delas, em capacitação das equipes, assim como centrar os cuidados nas famílias, e não só nos pacientes....(AU)
Biblioteca responsável: BR1552.1
Selo DaSilva