Your browser doesn't support javascript.

BVS APS

Atenção Primária à Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Levantamento da prevalência da babesiose bovina no município de Umuarama, Paraná, Brasil / Assessment of bovine babesiosis, prevalence in the municipality of Umuarama, Paraná, Brazil / Levantamiento de prevalencia de babesiosis bovina en el município de Umuarama, Paraná, Brasil

Junior, Ramufo Piau; Mezalira, Taniara Suelen; Romife, Brenda; Santos, Matheus Luiz Hryniewics; Gonçalves, Daniela Dib; Alberton, Luiz Romulo.
Arq. ciênc. vet. zool. UNIPAR; 16(1): 25-29, 2013.
Artigo em Português | VETINDEX | 2013 | ID: vti-10234
Resumo: A babesiose bovina é uma hemoparasitose causada por duas espécies de protozoários, Babesia bovis e Babesia bigemina, que atinge os rebanhos de bovinos em praticamente todo território nacional, sendo responsável por grandes perdas na produtividade dos rebanhos. A transmissão ocorre, principalmente, pelo carrapato Rhipicephalus Boophillus microplus. Os sinais clínicos se caracterizam por anemia intensa, por hemólise extravascular, febre, hemoglobinúria, icterícia e morte. O diagnóstico da babesiose pode ser por meio do exame microscópico de esfregaços de sangue periférico. O objetivo desse trabalho foi estudar a prevalência da babesiose bovina no município de Umuarama. Foram analisados 325 prontuários clí-nicos de bovinos provenientes do município de Umuarama atendidos no Hospital Veterinário da Universidade Paranaense no período de janeiro de 2003 a dezembro de 2010. A análise revelou que 32,4% foram positivos e 68,6% foram negativos para Babesia spp. Em relação ao sexo dos animais, 30,5% das fêmeas (n=243) e 34,1% dos machos (n=82) foram positivos. Segundo a aptidão zootecnica 27,4% dos bovinos com aptidão para corte (n=164) e 35,4% dos bovinos com aptidão para leite (n=161) foram positivos. Não houve diferença significativa entre os sexos e entre as aptidões (p>0,05). Segundo a subespécie bovina, 23% dos bovinos Bos taurus indicus (n=107) e 37,4% dos bovinos Bos taurus taurus (n=179) foram positivos. Houve diferença significativa entre as subespécies (p<0,05), ocorrendo maior prevalência de babesiose nos Bos taurus taurus. De acordo com os resultados encontrados pode-se concluir que nao houve diferença na prevalência de babesiose quando se comparou o sexo e a aptidão zootécnica. Foi observada uma maior prevalÇencia de babesiose em Bos taurus quando comparado com Bos indicus.(AU)
Bovine babesiosis is a hemoparasitosis, this disease is caused by two protozoa species, Babesia bovis and Babesia bigemina, and afflicts bovine herds on the entire country being, responsible for great
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1