Your browser doesn't support javascript.

BVS APS

Atenção Primária à Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

O vivido de mÆes-com-filhos-portadores-de-doen‡a-oncol¢gica-que-foram-a-¢bito: uma contribui‡Æo para a enfermagem pedi trica / The Experienced of the mothers-with-sons-carriers-ofoncological-disease-who-died: a contribution for the nursing pediatric

Carneiro, Dayse Mary de Souza.
Rio de Janeiro; s.n; 2009. xiv,150 p. ilus.
Tese em Português | TXTC | 2009 | ID: txt-18565
Resumo: A oncologia pedi trica com seus protocolos terapˆuticos torna-se uma especialidade ¡mpar, pois cuidar desta clientela, crian‡as e adolescentes (at‚ 17 anos e 11 meses de vida), acarreta uma grande carga emocional, tanto para a equipe de sa£de e de enfermagem, quanto para as mÆes que se tornam acompanhantes quando o tratamento se desenvolve sob interna‡Æo hospitalar. Este estudo de natureza qualitativa teve como objeto o vivido de mÆesacompanhantes cujos filhos foram a ¢bito em uma unidade de interna‡Æo de doen‡a oncol¢gica. O objetivo foi compreender o significado de ser mÆe acompanhante de filho que foi a ¢bito por doen‡a oncol¢gica. Utilizou-se a abordagem fenomenol¢gica como m‚todo de pesquisa e o pensamento de Martin Heidegger como referencial te¢rico-metodol¢gico. Ap¢s aprova‡Æo do Comitˆ de tica em Pesquisa do Instituto Nacional de Cƒncer, (INCA) foi poss¡vel acessar o Banco de Dados do Servi‡o de Pediatria para fazer um levantamento das admissäes e ¢bitos registrados no setor a partir do ano de 2000 at‚ 2006. A Resolu‡Æo 196/96 do Conselho Nacional de Sa£de norteou os procedimentos da etapa de campo da pesquisa que foi realizada nos pr¢prios domic¡lios das mÆes que contatadas, por via telef“nica, aceitaram participar. Foram depoentes 14 mÆes na faixa et ria dos quarenta anos, com escolaridade m‚dia de primeiro grau, com uma vivˆncia de tempo de tratamento de seus filhos por volta de dois anos, cuja causa de morte foi tumor de Sistema Nervoso Central, em sua maioria.O tempo decorrido do ¢bito para as entrevistas foi em m‚dia de dois anos. O primeiro momento met¢dico de an lise permitiu a constru‡Æo de unidades de significa‡Æo nas quais as mÆes expressam: dificuldade para a aceita‡Æo do diagn¢stico, do tratamento e sua limita‡Æo, at‚ a perda de seu filho(a); querer saber e participar de tudo; ter esperan‡a na cura apesar de nÆo haver resposta do tratamento; contar com apoio familiar, institucional e governamental; ser confortada por outras mÆes, volunt rios e outros profissionais por conta do afastamento do lar, de seus familiares e de seu trabalho; reconhecer que os profissionais sÆo bons, mas ainda visualizar falhas; querer um jeito melhor para receber a not¡cia de que seu filho nÆo dispäe mais de chance de tratamento; ser forte para tudo, mas na hora cr¡tica sentir necessidade de ter algu‚m ao seu lado; querer esquecer como as coisas aconteceram e manter a f‚ em Deus sentindo necessidade de apoio espiritual, mas desejar receber acompanhamento nÆo s¢ durante a interna‡Æo, como tamb‚m ap¢s a perda de seu filho(a). A an lise interpretativa, segundo momento met¢dico, permitiu compreender que o ser-mÆe se desvela nos modos pr¢prios da cotidianidade, revelando-se como ser-a¡-com na impessoalidade constitu¡da pela facticidade, existencialidade e ru¡na. Sob a ditadura do impessoal o ser-a¡-mÆe-acompanhante mostra-se na inautenticidade do cotidiano hospitalar, guiada, em sua ‘tr¡plice queda’, pelo falat¢rio, pela curiosidade e pela ambigidade. Estudar esta tem tica sob a abordagem da fenomenologia permitiu compreender o ser-mÆe-acompanhante-de-filho-que-veio-a-¢bito...(AU)
The work on health, because of the technological advances, has been passing through transformations and a process of reorganization on the production. The dynamics of economical growth, associated with new technological conquers and knowledge, show us the necessity of creating adequate development conditions for the new learning processes and the necessity of breaking the traditional educational models. In the health field the training has been a great challenge, therefore new educational strategies, capable of connecting tacit and theoretical knowledge, are necessary. It creates questioning about the relationship between general and specific knowledge and between the education and the service in the professional's training process. The theoretical reference which guides the research is based on the work on health, the competence concepts and the national humanization politics definition. Being the analysis and intervention subject the training of nurses in after-graduation on the field of oncology realized at INCA, this study intends to understand the perception of students about the information received. It also intends to build information about and to analyze experiences, pointing pedagogical strategies that open way for integrator approaches that are capable of promoting the development of abilities and the valuation of the subjective and social dimensions of people through the perspective of the humanization of assistance. This analysis was developed through qualitative study, applying questionnaires and carrying through focal groups. Viewing the results and the stories about pedagogical experiences of knowledge construction through service's reality, points out: the importance of assuring the relationship and dialog between theory and practice, the development of different dimensions of competences and the relationship between education and humanization. This way it is possible to form new professionals, making them capable of solving problems in a creative, innovative and technically correct way... (AU)
Biblioteca responsável: BR440.4
Localização: BR440.1; 616.9940780083 , C289v D HCI