Your browser doesn't support javascript.

BVS APS

Atenção Primária à Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Quando é necessário rastrear retinopatia em paciente diabético?

Núcleo de Telessaúde Rio Grande do Sul | Segunda Opinião Formativa | 14 Nov 2018 | ID: sof-40442
Resposta:

A retinopatia diabética é uma complicação microvascular progressiva que pode culminar em perda visual grave e permanente. Existe a possibilidade de controle e prevenção se for detectada e tratada a tempo. Dessa forma, pacientes com diabetes tipo 1 e 2 devem ser submetidos ao exame de fundo de olho por oftalmologista para rastreamento da retinopatia, conforme a frequência apresentada abaixo, independente de apresentar ou não queixa visual:
Pacientes com diabetes tipo 2, ao diagnóstico e após, anual ou bianualmente;
Pacientes com diabetes tipo 1, cinco anos após o diagnóstico e após, anual ou bianualmente;
Mulheres com diabetes tipo 1 ou 2 planejando gestar ou logo após a concepção, durante o primeiro trimestre da gestação e após, conforme orientação do oftalmologista;
Não é necessário rastrear retinopatia em pacientes com diabetes gestacional.