Your browser doesn't support javascript.

BVS APS

Atenção Primária à Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Que instrumentos podem ser utilizados para o gerenciamento de casos compartilhados entre o NASF e eSF?

| Segunda Opinião Formativa | 26 Jan 2015 | ID: sof-16879
Resposta:

As listas de gerenciamento de casos compartilhados são instrumentos que podem ser utilizados para o acompanhamento conjunto de casos entre profissionais das equipes de Saúde da Família (eSF) e Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF). Para isso, devem estar disponíveis a todos os profissionais envolvidos, promovendo comunicação sobre usuários acompanhados pelo NASF após pactuação com as eSF com a possibilidade de aprofundamento das informações sobre as ações realizadas através da consulta ao prontuário dos usuários atendidos. Portanto, constituem-se como um instrumento facilitador para identificação dos casos em acompanhamento compartilhado com o NASF, fornecendo mais subsídios para planejar, organizar, monitorar resultados e coordenar as ações de cuidado1.Para sua utilização, sugere-se:

  • Elaborar uma lista de acompanhamento compartilhado de casos por eSF apoiada, a partir dos nomes dos usuários acompanhados ao invés de listas por profissionais do NASF, (usuário-centradas e não profissionais-centradas);
  • Disponibilizar a lista em todos os consultórios da Unidade Básica de Saúde, por exemplo, através de compartilhamento em rede no caso de Unidades informatizadas ou por outros meios, disponibilizando a cada eSF apenas a lista de usuários sob sua responsabilidade sanitária;
  • Orientar que todos os profissionais do NASF registrem as ações realizadas – de forma sintética, pois o aprofundamento das informações poderá ser realizado com acesso ao prontuário – lembrando, sempre, de resguardar informações sigilosas e manter um registro ético das informações compartilhadas;
  • Definir um profissional da eSF para gerenciamento da lista, que será o responsável por incentivar os demais a registrarem suas ações e por identificar situações que devam ser levadas para discussão de casos;
  • Definir como responsabilidade dos profissionais do NASF a identificação de situações que devam ser discutidas entre as equipes, mesmo que não trazidas pelo profissional que gerencia a lista.