Your browser doesn't support javascript.

BVS APS

Atenção Primária à Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Tool and ideological knowledge in Street Outreach Office working process.

Kami, Maria Terumi Maruyama; Larocca, Liliana Muller; Chaves, Maria Marta Nolasco; Piosiadlo, Laura Christina Macedo; Albuquerque, Guilherme Souza.
Rev Esc Enferm USP; 50(3): 442-9, 2016 May-Jun.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | Ago 2016 | ID: mdl-27556715
Resumo: OBJECTIVE: To identify ideological knowledge and tool knowledgethat provide support to the Street Outreach Office working process. METHOD: Qualitative and exploratory research. TwentyStreet Outreach Office professionals and six users collected the data, applying different semi-structured interview schedules for each category of participants. The resulting categories were analyzed in light of tool and ideological knowledge presented in the working process. RESULTS: From the participant discourses the following ideological knowledge emerged: public policies and the needs of the person ina street situation and tool knowledge, as well as devices and tools for the care of people in street situations and a weekly schedule. CONCLUSION: The focus on the working process discourse, supported by ideological knowledge, was verified. The structural dimension of the objective reality of the population in street situations was perceptible in the social determination of being situating on the street. When daily situations were revealed, the limitations to be overcome in the working process context were noticed. OBJETIVO: Identificar os saberes ideológicos e instrumentais que subsidiam o processo de trabalho do Consultório na Rua. MÉTODO: Pesquisa qualitativa e exploratória. A coleta de dados foi realizada junto a 20 profissionais e seis usuários do Consultório na Rua de um município do sul do Brasil, por meio de entrevistas com roteiros semiestruturados distintos para cada categoria de participantes. As classes resultantes foram analisadas à luz dos saberes ideológicos e instrumentais presentes no processo de trabalho. RESULTADOS: Dos discursos dos participantes emergiram os saberes ideológicos: políticas públicas e necessidades da pessoa em situação de rua e os saberes instrumentais: dispositivos e instrumentos no cuidado à pessoa em situação de rua e agenda semanal. CONCLUSÃO: Constatou-se a centralidade dos discursos no processo de trabalho, sustentado pelos saberes ideológicos. A dimensão estrutural da realidade objetiva da população em situação de rua foi perceptível na determinação social do situar-se na rua. Ao descortinar contradições no cotidiano, apontam-se limites a serem superados no âmbito do processo de trabalho.