Your browser doesn't support javascript.

BVS APS

Atenção Primária à Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

“Quem canta seus males espanta” Conhecimento e uso da voz como recursos promotores da saúde de coralistas

Brasil, Christina Cesar Praça; Moreira, Gracyelle Alves Remigio; Bezerra, Juliana da Fonsêca; Vieira, Luiza Jane Eyre de Souza; Catrib, Ana Maria Fontenelle; Carlos, Daniele de Araújo Oliveira; Silva, Raimunda Magalhães da.
Rev. bras. promoç. saúde (Impr.); 28(2): ­-­, jan-mar.2015.
Artigo em Inglês | LILACS | Mar 2015 | ID: lil-794448
Resumo: Compreender o conhecimento e o uso da voz por mulheres que cantam em corale as repercussões para a promoção da saúde. Métodos: Realizou-se estudo qualitativo, dedezembro de 2011 a fevereiro de 2012, com 13 mulheres de 23 a 66 anos, membros de umcoral de uma universidade, em Fortaleza, Ceará, Brasil. Coletaram-se os dados através deentrevista semiestruturada. Aplicou-se a análise temática para organizar os resultados emcategorias, analisando-as à luz do interacionismo simbólico. Resultados: Identificaram-sedois núcleos de sentido: conhecimento sobre voz e uso da voz. As coralistas definiram avoz como meio de comunicação, identidade pessoal e forma para expressar emoções. Elasnão demonstraram conhecimento consistente sobre os aspectos anatômicos e fisiológicos davoz, mas as definições apresentadas mostram que elas entendem que a voz permeia espaçospessoais, sociais e profissionais. A voz profissional e o envelhecimento destacaram-se nocontexto do uso vocal. As participantes reconhecem que o conhecimento e o uso da vozpodem ser aprimorados pelas atividades no coral, o que remete à promoção da saúde.Conclusão: As coralistas apresentam conhecimento limitado sobre a saúde vocal, porém,compreendem os efeitos benéficos do coral sobre sua saúde, ampliando a compreensão sobrea voz; isso estimula a adoção de hábitos saudáveis e de medidas preventivas, o que favoreceo uso vocal...
Biblioteca responsável: BR6.1