Your browser doesn't support javascript.

BVS APS

Atenção Primária à Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Breastfeeding up to two years of age or beyond and its influence on child growth and development: a systematic review / Aleitamento materno por dois anos ou mais e sua influência no crescimento e desenvolvimento infantil: uma revisão sistemática / Lactancia materna por dos o más años y su influencia en el crecimiento y desarrollo infantil: una revisión sistemática

Delgado, Carlos; Matijasevich, Alicia.
Cad. saúde pública; 29(2): 243-265, Fev. 2013. ilus
Artigo em Inglês | LILACS | Fev 2013 | ID: lil-666829
Resumo: A systematic review was undertaken to identify studies describing the global prevalence of breastfeeding up to two years of age or beyond and its effects on child growth and development. The MEDLINE and LILACS databases were searched without any language or date restrictions, retrieving 3,561 titles. All retrieved titles, 453 abstracts and 49 full-text articles were read. Articles with maximum breastfeeding duration of over two years were included. An analysis was carried out of 19 articles that met the inclusion criteria resulting in a combined prevalence of breastfeeding at two years of age of 33 % (95%CI: 0.23; 0.42). Increasing trends towards breastfeeding up to two years of age or beyond were observed in the past decades in South Asia. The six studies analyzing the effects of breastfeeding up to two years of age or beyond on child growth showed contradictory results. No association was found with child development. It is concluded that evidence on the medium-term effects of breastfeeding up to two years of age or beyond is scarce and contradictory. Hence, further research is needed regarding this practice.
Foi realizada uma revisão sistemática para estudar a prevalência mundial de lactância materna por dois anos ou mais, e seus efeitos sobre o crescimento e desenvolvimento infantil. Foram consultadas as bases MEDLINE e LILACS sem restrições de idioma ou tempo, obtendo-se 3.561 títulos. Foram lidos todos os títulos, 453 resumos e 49 artigos. Os artigos com lactância materna ≥ 2 anos foram incluídos. A análise foi realizada com 19 artigos que cumpriram os critérios de inclusão. Calculou-se uma prevalência combinada de lactância materna aos dois anos de idade de 33% (IC95%: 0,23-0,42). Observou-se uma tendência crescente de lactância materna por dois anos ou mais nas últimas décadas no sul da Ásia. Os seis estudos que analisaram os efeitos da lactância materna por dois anos ou mais sobre o crescimento apresentaram resultados contraditórios. Não encontramos associação com o desenvolvimento infantil. Conclui-se que as evidências de efeitos a médio prazo da lactância materna por dois anos ou mais são escassas e contraditórias. Requerem-se estudos adicionais sobre essa prática.
Se realizó una revisión sistemática para estudiar la prevalencia mundial de la lactancia materna durante dos o más años y sus efectos sobre el crecimiento y desarrollo infantil. Se consultaron las bases MEDLINE y LILACS sin restricciones de idioma o tiempo, obteniendo 3.561 títulos. Fueron leídos todos los títulos, 453 resúmenes y 49 artículos. Los artículos sobre lactancia materna ≥ 2 años fueron incluidos. El análisis fue realizado con 19 artículos que cumplieron los criterios de inclusión. Se calculó una prevalencia combinada de lactancia materna a los dos años de edad de un 33% (IC95%: 0,23; 0,42). Se observó una tendencia creciente de lactancia materna durante dos o más años en las últimas décadas en el sur de Asia. Los seis estudios que analizaron los efectos de la lactancia materna durante dos años o más sobre el crecimiento presentaron resultados contradictorios. No se encontró asociación con el desarrollo infantil. Se concluye que las evidencias de efectos a medio plazo de la lactancia materna durante dos o más años son escasas y contradictorias. Se requieren estudios adicionales sobre esta práctica.
Biblioteca responsável: BR1.1