Your browser doesn't support javascript.

BVS APS

Atenção Primária à Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Sentidos atribuídos por profissionais à promoção da saúde do adolescente / The meaning that health professionals attribute to promotion of the health of adolescents

Santos, Antonía Alizandra Gomes dos; Silva, Raimunda Magalhães da; Machado, Maria de Fátima Antero Sousa; Vieira, Luiza Jane Eyre de Souza; Catrib, Ana Maria Fontenelle; Jorge, Herla Maria Furtado.
Ciênc. saúde coletiva; 17(5): 1275-1284, maio 2012.
Artigo em Português | LILACS | Maio 2012 | ID: lil-625548
Resumo: This article analyzes the meanings attributed to practices that promote adolescent health by 47 professionals from the Family Health Program in Fortaleza in the State of Ceará. It is a qualitative study in which semi-structured interviews enabled the production of data, subsequently organized according to content analysis, resulting in the following core themes: promoting health associated with injury prevention; limitation of health promotion to the school environment; the lack of health promotion for adolescents in the healthcare service; and partnerships as a viable way of promoting health for adolescents. The health promotion actions were developed in a timely manner and mostly in the pre-natal, family planning, and cancer prevention programs. The health professionals found the school environment to be an important and viable place for a partnership for health promotion actions for adolescents. There was evidence, albeit incipient, of the health professionals' desire to reorient this practice in the healthcare service.
Este artigo aborda os sentidos atribuídos às práticas de promoção da saúde do adolescente por 47 profissionais da Estratégia Saúde da Família de Fortaleza-Ceará. Trata-se de pesquisa qualitativa em que a entrevista semiestruturada possibilitou a produção dos dados, organizados posteriormente de acordo com a análise de conteúdo, resultando nas temáticas: a promoção da saúde associada à prevenção de agravos; a redução da promoção da saúde ao espaço escolar; a ausência da promoção da saúde para o adolescente no serviço; e a parceria como caminho da viabilização da promoção da saúde do adolescente. As ações de promoção da saúde foram desenvolvidas de forma contingente e na maioria das vezes nos programas de pré-natal, planejamento familiar e prevenção do câncer. Expressou-se que a escola é destacada pelos profissionais como um espaço de parceria para viabilizar as ações de promoção da saúde para os adolescentes. Evidenciou-se, embora de modo incipiente, a vontade de profissionais em reorientar esta prática nos serviços de saúde.
Biblioteca responsável: BR1.1