Your browser doesn't support javascript.

BVS APS

Atenção Primária à Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Cartografia do cuidado na saúde da gestante / Cartography of healthcare for pregnant women

Silva, Raimunda Magalhães da; Costa, Milena Silva; Matsue, Regina Yoshie; Sousa, Girliani Silva de; Catrib, Ana Maria Fontenelle; Vieira, Luiza Jane Eyre de Souza.
Ciênc. saúde coletiva; 17(3): 635-642, mar. 2012. ilus
Artigo em Português | LILACS | Mar 2012 | ID: lil-618124
Resumo: Utilizou-se a cartografia como método para mapear a trajetória do cuidado à gestante no serviço da atenção básica. O campo de estudo foram nove Unidades Básicas de Saúde do Município de Juazeiro do Norte (CE). Participaram 15 mulheres que estavam entre 37 e 39 semanas de gestação, com as quais foram realizadas entrevistas nos meses de janeiro a junho de 2010. Os achados da cartografia foram descritos em etapas no fluxograma e revelaram lacunas no serviço do pré-natal, tais como o número reduzido da realização do exame da citologia oncótica e o déficit de atividades educativas. Observou-se, entretanto, certa resolubilidade na assistência à gestante, pois vários depoimentos demonstraram satisfação em relação ao serviço. A boa relação desenvolvida com o profissional foi o principal motivo que as levou a continuar o tratamento. Este fato reforça a importância do vínculo e do diálogo entre profissionais e gestantes para a adesão e sucesso do pré-natal.
This work uses cartography as a method for mapping the trajectory of primary healthcare provided to pregnant women. The scope of the study comprises 9 Basic Healthcare Units located in the city of Juazeiro do Norte in the State of Ceará. In all, fifteen women in the 37th to 39th week of pregnancy were selected. Interviews were conducted with these women during the period from January to June 2010. The cartographic findings were depicted in stages in the flowchart, which exposed lacunas in prenatal healthcare, such as the low number of oncotic cytology exams conducted and the lack of educational counseling. Nevertheless, in the interviews, a significant number of pregnant women expressed satisfaction with the prenatal care provided. The good relationships developed between the healthcare professionals and the pregnant women were the main reason that led them to continue the treatment. This fact reinforces the importance of dialogue between these two actors for the success of prenatal healthcare.
Biblioteca responsável: BR1.1