Your browser doesn't support javascript.

BVS APS

Atenção Primária à Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Profile of patients treated through the Tratamento Fora de Domicílio program in the Municipality ofBelém, Pará State, Brazil/Perfil dos pacientes atendidos pelo programa Tratamento Fora de Domicílio no Município de Belém, Estado do Pará, Brasil

Barbosa, Heloisa Helena Moreira de Moraes; Santos, Ana Luiza Melo dos; Cruz, Renan Andrey Pontes; Borges, Renato Garcia Lisboa; Rodrigues Neto, Taurino dos Santos.
Rev Pan-Amaz Saude; 1(3): 43 - 47, 2010. graf
Artigo em Português | IEC | 2010 | ID: iec-8079
Resumo: A presente pesquisa objetivou traçar o perfil demográfico e outras características dos pacientes portadores de leucemia ou de doença renal crônica e verificar se os mesmos estão sendo atendidos conforme o previsto na normalização do programa. Para tanto foi realizado um estudo de coorte, prospectivo, descritivo, com delineamento transversal. Foram entrevistados 65 pacientes, de ambos os sexos, atendidos pelo programa Tratamento Fora de Domicílio no período de agosto a setembro de 2008. Foram coletados dados relacionados ao perfil do paciente, tais como sexo e local de origem, e relacionados ao tratamento do paciente fora de domicílio. Verificou-se que 67,7 por cento eram portadores de leucemia. Houve predomínio do sexo masculino (63,1 por cento) e da faixa de idade entre 1 e 10 anos (36,9 por cento). Observou-se ainda que, para a maioria dos atendidos, o tempo médio de espera para receber a primeira ajuda de custo foi de dois a quatro meses (32,3 por cento); a ajuda de custo não foi suficiente para suprir as despesas com o deslocamento (38,5 por cento) e houve atraso no pagamento do benefício (75,4 por cento). Conclui-se assim que o Programa Tratamento Fora de Domicílio, apesar de ser um importante programa de saúde, ainda apresenta algumas limitações que necessitam ser superadas. (AU)
The objective of the present study is to trace demographic profiles and other characteristics of patients with leukemia or chronic renal disease and to verify whether these patients are being treated according to the directives of the program. A prospective, descriptive, transversal, delineated cohort study was performed. We interviewed 65 patients of both genders who were treated through the Tratamento Fora de Domicílio (Out-of-Home Treatment) program from August to September 2008. Data related to the patients' profiles, such as gender and area of residence, were collected along with data related to their treatment. We observed that 67.7 per cent of the patients had leukemia. There was a masculine predominance (63.1 per cent) and the greater percentage of patients was between the age range of 1 and 10 years (36.9 per cent). For many of the patients, the most common waiting time to receive financial support ranged from two to four months (32.3 per cent); in many cases (38.5 per cent), the financial support offered by the program was not sufficient to meet the patients' traveling expenses; and its payment was late in 75.4 per cent of cases. We concluded that despite being an important health program, the Tratamento Fora de Domicílio program still has some limitations that need to be overcome.(AU)
Biblioteca responsável: BR275.1
Localização: BR275.1