Your browser doesn't support javascript.

BVS APS

Atenção Primária à Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Maternal periodontal disease and preterm birth: a case-control study

Grandi, Carlos; Grandi, Carlos; Meritano, Javier.
Rev Pan-Amaz Saude; 1(2): 41 - 48, 2010. tab
Artigo em Inglês | IEC | 2010 | ID: iec-7411
Resumo: OBJECTIVES: Periodontal disease can be a source of subclinical and persistent infection that may induce systemic inflammatory responses that increase the risk of preterm birth. The goal of this study was to establish whether periodontal disease is a risk factor for preterm birth, and to evaluate the association of this risk with gestational age. METHODS: This case-control study included postpartum women with singleton gestations; 53 women who gave birth before the 37th week (cases) were compared to 79 women with term deliveries (controls). Full-mouth clinical periodontal parameters were determined within 72 h after delivery. RESULTS: The prevalence of periodontal disease was 41 per cent (54/132). The preterm birth cases showed a significantly higher proportion of bleeding than the term birth controls (86.7 per cent versus 68 per cent, p = 0.026) and a greater maximum periodontal pocket depth on probing (3.9 º 1.6 mm versus 3.2 º 1 mm, p = 0.043). No differences in previous periodontal disease, attachment loss, or the percentage of periodontal disease were detected between the study groups. Logistic regression revealed that preterm birth was associated with the bleeding index (adjusted odds ratio 4.19; 95 per cent CI: 1.28 - 13.69, p = 0.018) and with periodontal pocket depth (5.14; 95 per cent CI: 1.50 - 17.6, p = 0.009). The risk of preterm birth associated with periodontal disease decreased as gestational age increased. In addition, the population attributable risk was 16 per cent overall; this risk increased as gestational age decreased. CONCLUSION: In this study population, only the bleeding index and periodontal pocket depth were risk factors for preterm birth; increased risk was associated with greater prematurity...(AU)
OBJETIVOS: A doença periodontal pode ser uma fonte de infecção subclínica persistente que pode induzir respostas inflamatórias sistêmicas que aumentam o risco de parto pré-termo. O objetivo deste estudo foi determinar se a doença periodontal é um fator de risco para o parto pré-termo, bem como avaliar a associação deste risco com a idade gestacional. MÉTODOS: Este estudo de caso-controle abrangeu mulheres puérperas de gestações únicas; 53 mulheres que deram à luz antes da 37a semana de gestação (casos) foram comparadas a 79 que evoluíram com parto a termo (controles). Procedeu-se a uma avaliação clínica periodontal completa dentro das 72 h após o parto. RESULTADOS: A taxa de prevalência da doença periodontal foi de 41 por cento (54/132). Os casos de parto pré-termo apresentaram uma proporção de sangramento muito maior em comparação com os controles (86,7 por cento versus 68 por cento; p = 0,026), bem como uma profundidade máxima da bolsa periodontal maior após medição por sonda (3,9 º 1,6 mm versus 3,2 º 1 mm; p = 0,043). Não foram detectadas diferenças relacionadas à doença periodontal prévia, à perda de adesão ou à porcentagem de doença periodontal entre os grupos estudados. A análise de regressão logística revelou que o parto pré-termo foi associado ao índice de sangramento (odds ratio ajustada de 4,19; 95 por cento CI: 1,28 - 13,69; p = 0,018) e à profundidade da bolsa periodontal (5,14; 95 por cento CI: 1,50 - 17,6; p = 0,009). O risco de nascimento pré-termo associado à doença periodontal diminuiu com o aumento da idade gestacional. Além disso, o risco atribuído à população em geral é de 16 por cento, risco este que aumentou com a diminuição da idade gestacional. CONCLUSÃO: Neste estudo com base na população, apenas o índice de sangramento e a profundidade da bolsa periodontal foram considerados fatores de risco para o parto prematuro; um risco maior foi associado à maior prematuridade...(AU)
Biblioteca responsável: BR275.1