Your browser doesn't support javascript.

BVS APS

Atenção Primária à Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Human respiratory syncytial virus circulation in five States of the Brazilian Amazon Region: first description of the ON1 genotype in Pará/Circulação do vírus respiratório sincicial humano em cinco Estados da Região Amazônica brasileira: primeira descrição do genótipo ON1 no Pará

Santos, Vinicius Maia dos; Ferreira, Jessylene de Almeida; Lima, James Ferreira; Barbagelata, Luana Soares; Souza, Edna Maria Acunã de; Gonçalves, Maryelle dos Santos; Sousa Junior, Edivaldo Costa; Costa, Igor Brasil; Santos, Mirleide Cordeiro dos; Sousa, Rita Catarina Medeiros; Mello, Wyller Alencar de.
Rev Pan-Amaz Saude; 9(3): 39-46, 2018. tab., graf
Artigo em Português | IEC | 2018 | ID: iec-17563
Resumo: OBJETIVO: Realizar a detecção e caracterização das cepas de vírus respiratório sincicial humano (VRSH), nos casos de infecção respiratória aguda (IRA), circulantes nos estados brasileiros do Acre, Amapá, Amazonas, Pará e Roraima, no ano de 2015. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram coletadas 1.082 amostras de aspirado de nasofaringe e swab combinado narina e garganta de pacientes de diferentes gêneros e faixas etárias com IRA e submetidas à qRT-PCR para VRSH. As amostras positivas foram inoculadas em cultura celular HEP-2 e as que apresentaram efeito citopático foram submetidas a três etapas: extração do RNA viral, amplificação do gene G pela RT-PCR e sequenciamento genético. RESULTADOS: Das 1.082 amostras, 57 (5,3%) foram positivas para VRSH, sendo 38 (66,7%) de pacientes de 0 a 4 anos de idade. A circulação predominou entre março e julho, período de transição climática na Região. Apenas no Acre, Amazonas e Pará foram detectadas amostras positivas, 15 (26,3%), 23 (40,4%) e 19 (33,3%), respectivamente. O efeito citopático foi avaliado em 45 (78,9%) amostras, nas quais foram identificados os subgrupos: 40 (88,9%) do VRSH-B com genótipo BA e cinco (11,1%) do VRSH-A do genótipo ON1. CONCLUSÃO: Este estudo revelou uma taxa de infecção viral relevante em crianças de 0 a 4 anos de idade. A circulação viral ocorreu no Acre, Amazonas e Pará durante o período de mudança climática. Foi notória a ocorrência dos genótipos BA e ON1, sendo a primeira vez que se comprova a circulação do ON1 no Pará.
OBJECTIVE: To detect and characterize the Human respiratory syncytial virus (HRSV) strains in cases of severe acute respiratory infection (SARI) circulating in Brazilian States of Acre, Amapá, Amazonas, Pará, and Roraima in 2015. MATERIALS AND METHODS: A total of 1,082 samples of nasopharyngeal aspirate and combined nasal-throat swabs of patients of different sex and age groups with SARI and submitted to qRT-PCR for HRSV. Positive samples were inoculated in HEP-2 cell cultures and those presenting cytopathic effect were submitted to three steps: extraction of RNA viral load, G-gene amplification by RT-PCR and genetic sequencing. RESULTS: Of 1,082 samples, 57 (5.3%) were positive for HRSV, 38 (66.7%) were from patients from 0 to 4 years old. Viral circulation predominated between March and July, period of climate changes in the Region. Only in Acre, Amazonas, and Pará positive samples were detected, 15 (26.3%), 23 (40.4%), and 19 (33.3%), respectively. The cytopathic effect was evaluated in 45 (78.9%) samples with the following viral subgroups: 40 (88.9%) of HRSV-B with BA genotype, and five (11.1%) of RSV-A of ON1 genotype. CONCLUSION: This study showed a relevant viral infection rate in children 0 to 4 years old. Viral circulation occurred in Acre, Amazonas, and Pará during the climatic changes period. The circulation of the genotypes BA and ON1 was significant, and the first time that the circulation of ON1 in Pará State was confirmed.
Biblioteca responsável: BR275.1
Localização: PCIEC2018 / BR275.1