Your browser doesn't support javascript.

BVS APS

Atenção Primária à Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Diagnostic evaluation of infections by Epstein-Barr virus, parvovirus B19, and human T-cell lymphotropic virus in patients with systemic lupus erythematosus from a reference hospital in Pará State, Brazil/Avaliação diagnóstica das infecções por vírus Epstein-Barr, parvovírus B19 e vírus linfotrópico de células T humanas em pacientes portadores de lúpus eritematoso sistêmico em hospital de referência do Estado do Pará, Brasil

Brasil-Costa, Igor; Silva, Mayara Jane Miranda da; Oliveira, Darleise de Souza; Freitas, Felipe Bonfim; Costa, Iran Barros; Meireles, Larissa Teixeira; Santos, Bruna Ramos dos; Oliveira, Andreza Paloma Góes; Melo, Juliana Marinho; Silva, Francinilza Magno; Araújo, Kelly Beatriz Romeiro; Polaro, Alessandra Alves; Moura, Antonio de; Macêdo, Olinda; Monteiro, Talita Antônia Furtado; Silva Filho, Manoel Gomes da; Viana Júnior, Wellington Teixeira; Kahwage, Carolina Barros.
Rev Pan-Amaz Saude; 7(Ed. esp.): 167- 176, 2016. tab, graf
Artigo em Português | IEC | 2016 | ID: iec-15865
Resumo: O lúpus eritematoso sistêmico (LES) é uma doença autoimune crônica, cujo desenvolvimento pode estar associado à infecção por vírus, como o vírus Epstein-Barr (EBV), parvovírus B19 e vírus linfotrópico de células T humanas (HTLV). Durante o período de junho a setembro de 2014, foi realizado um estudo transversal, incluindo 85 pacientes oriundos do Hospital Jean Bitar, na Cidade de Belém, Estado do Pará, Brasil. Foi realizada a pesquisa de anticorpos específicos contra os agentes virais estudados, assim como pesquisa da presença do genoma para EBV e HTLV. Foram avaliadas também variáveis clínicas e epidemiológicas. A maioria dos pacientes eram mulheres, tinham média de idade de 30 anos e se declararam brancos. Para EBV, detectou-se positividade de 37,6 por cento para IgM, 98,8 por cento para IgG e 2,4 por cento por qPCR, com quantificações de 85.028 e 298 cópias do genoma/mL de plasma. Para B19, a positividade para IgM foi 0 por cento e para IgG 67,1 por cento. Não houve detecção sorológica ou por qPCR de HTLV. Foi verificada relação estatisticamente significante entre a positividade para IgM anti-EBV e pacientes mais jovens. Esse achado pode estar relacionado com a maior eficiência na produção dessa imunoglobulina nas infecções primárias agudas, que ocorrem geralmente em indivíduos infantes ou adultos jovens. Adicionalmente, o resultado de IgG anti-B19 foi associado à idade avançada dos pacientes, provavelmente por um maior tempo de exposição ao vírus aliado à persistência desse marcador após o contato. A presença dos marcadores não esteve associada às variáveis clínicas e epidemiológicas. Entretanto, o percentual de positividade para o marcador de infecção aguda por EBV pode sugerir um envolvimento do vírus com o LES (AU)
Systemic lupus erythematosus (SLE) is a chronic autoimmune disease whose development may be associated with viral infections, such as Epstein-Barr virus (EBV), parvovirus B19, and human T-cell lymphotropic virus (HTLV). A cross-sectional study was performed between June and September 2014 involving 85 patients from the Hospital Jean Bitar, located in Belém, Pará State, Brazil. A survey of specific antibodies against the studied viral agents was conducted, in addition to a survey of the EBV and HTLV genomes. Clinical and epidemiologic variables were also evaluated. Most patients were female, approximately 30 years old, and declared themselves as Caucasians. The following positive results were detected for EBV: IgM = 37.6 percent, IgG = 98.8 percent, and qPCR = 2.4 percent, with 85,028 and 298 copies of the genome per milliliter of plasma. Positive results for B19 were: IgM = 0 percent, IgG = 67.1 percent. Serological or qPCR detection did not reveal HTLV. A significant statistical correlation was observed between anti-EBV IgM antibodies and younger patients. These findings may be related to the highly efficient production of this immunoglobulin during acute primary infections, which frequently occurs in children and young adults. Furthermore, the results for anti-B19 IgG were associated with the patients' advanced age, resulting from the longer exposure period to the virus combined with this marker's persistence after exposure. Presence of the marker was not associated with clinical and epidemiological variables. However, the percentage of cases of acute infection by the EBV marker suggests an association with SLE (AU)
Biblioteca responsável: BR275.1
Localização: PCIEC2016 / BR275.1