Your browser doesn't support javascript.

BVS APS

Atenção Primária à Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Desempenho de crianças ribeirinhas da Amazônia, Brasil, expostas moderadamente ao mercúrio em testes para avaliação de desenvolvimento neurológico./Performance on neurological development tests by riverine children with moderate mercury exposure in Amazonian, Brazil

Tavares, Lydia Maria Bocayuva; Câmara, Volney Magalhães; Malm, Olaf; Santos, Elisabeth C. de Oliveira.
Cad. saúde pública; 21(4): 1160 - 167, 2005. tab
Artigo em Inglês | IEC | 2005 | ID: iec-1558
Resumo: The nervous system can be damaged when the population is exposed to methyl mercury (MeHG) by ingesting fish, and children deserve special attention due to their increased susceptibility as compared to adults. A comparative cross-sec-tional study was performed in order to investigate the use of a battery of neurological development tests in two groups of 209 riverine children from 3 to 7 years old: a group exposed to moderate levels of MeHg(n=75) and a control group(n=134). The study included a questionaire, the collection of scalp hair samples for determinations of total mercury concentration, and performance on a test for evaluating neurological fuction in children. Riverine children presented higher exposure to MeHg (mean hair Hg=5.37 -+ 1.37ug.g-1). Both groups showed a high proportion of children with was considered "non-normal" performance, suggesting that the results could not be related to mercury exposure and that this type of test presented limitations for use with river-dwelling Amazon communities...(AU)
O sistema nervoso pode ser afetado quando as pessoas, notadamente crianças, estão expostas ao metilmercúrio pela ingestão de peixes. Foi desenvolvido um estudo seccional, comparativo, para avaliar o desempenho de dois grupos de crianças ribeirinhas de 3 a 7 anos de idade na realização de uma bateria de testes de desenvolvimento neurológico. Um grupo estudo composto de crianças expostas a moderados níveis de mercúrio (n = 75) e um grupo controle (n = 134) de crianças que diferiam do primeiro grupo por uma ingestão menor de peixe. O estudo incluiu questionário, coleta de amostras de cabelo para determinação de mercúrio total e avaliação do desempenho das crianças na realização dos testes. As crianças do grupo estudo apresentaram maior média de concentração de mercúrio no cabelo (5,37 º 3,35Ág.g-1) em comparação com o grupo controle (2,08 º 1,37Ág.g-1). Observou-se uma elevada proporção de crianças que apresentaram desempenhos considerados como "não normais" em ambos os grupos, evidenciando que os resultados não poderiam ser relacionados com a exposição ao mercúrio e as limitações do uso deste tipo de teste para crianças ribeirinhas.
Biblioteca responsável: BR275.1
Localização: PCIEC2005