Your browser doesn't support javascript.

BVS APS

Atenção Primária à Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Estresse gravitacional no pós-operatório de cirurgia cardíaca / Gravitational stress in postoperative heart surgery

Viana, Patrícia Alcântara Doval de Carvalho; Lordello, Gleide Glícia Gama; Serra, Juliana Martini Matos; Rosier, Gabriela Lago; Correia, Luís Cláudio.
Rev. Pesqui. Fisioter; 8(4): 471-477, nov., 2018. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS | Nov 2018 | ID: biblio-968799
Resumo: INTRODUÇÃO: Após a cirurgia cardíaca, a mobilização precoce busca o ganho funcional e um melhor condicionamento para as próximas fases da reabilitação cardiovascular, tendo o estresse gravitacional(EG)um importante papel para o retorno destas atividades, através da integridade dos mecanismos compensatórios cardiovasculares. OBJETIVO: verificar o comportamento de variáveis circulatórias e respiratórias durante o EG no pós-operatório de cirurgia cardíaca. MÉTODOS E MATERIAIS: Estudo observacional, transversal e analítico, composto por 83 indivíduos adultos clinicamente estáveis, submetidos a cirurgia de revascularização do miocárdio ou abordagem valvar. Excluídos aqueles com dificuldade de compreensão das atividades realizadas, além de comprometimento motor e/ou neurológico que impossibilitassem a realização do EG, de forma adaptada. Foram coletados os dados circulatórios e respiratórios no 1° minuto para cada etapa através do monitor multiparamétrico Gemedical Systems@. RESULTADOS: As frequências cardíaca e respiratória apresentaram um aumento com significância estatística (p ≤ 0,01), quando analisado seus valores de variação de decúbito dorsal para sedestação e decúbito dorsal para ortostase. CONCLUSÃO: As variáveis hemodinâmicas e respiratórias se comportam de acordo com a resposta fisiológica durante o EG, sugerindo que esse procedimento é seguro no ambiente da terapia intensiva, mesmo se tratando de um pós-operatório de alta complexidade. [AU]
INTRODUCTION: after cardiac surgery, early mobilization seeks functional gain and better conditioning for the next phases of cardiac rehabilitation, with gravitational stress (GS) playing an important role in the return of these activities through the integrity of cardiovascular compensatory mechanisms. OBJECTIVE: to verify the behavior of circulatory and respiratory variables during (GS) in the postoperative period of cardiac surgery. METHODS AND MATERIALS: observational cross-sectional analytical study, consisted of 83 clinically stable adults undergoing coronary artery bypass or valve surgery approach. Excluded those with difficulty understanding the activities performed, in addition to motor and / or neurological impairment that made it impossible to perform GS, an adapted form. Circulatory and respiratory data were collected in the 1st minute for each stage using the multi-parameter monitor Gemedical Systems@.RESULTS: The heart and respiratory rates showed an increase was statistically significant (p ≤ 0.01) when analyzed their dorsal range of values for sedestation and supine to standing position. CONCLUSION: hemodynamic and respiratory variables behave in accordance with the physiological response during GS, suggesting that this procedure is safe within the intensive care setting, even if a treating postoperative high complexity. [AU]
Biblioteca responsável: BR1337.9