Your browser doesn't support javascript.

BVS APS

Atenção Primária à Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Mulheres com AIDS: disponibilidade e satisfação do suporte social / Women with SIDA: avaiblity of satisfaction of the social support

Durgante, Vânia Lúcia; Budó, Maria de Lourdes Denardin; Guido, Laura de Azevedo.
Ciênc. cuid. saúde; 14(1): 814-821, jan.-mar. 2015.
Artigo em Inglês, Português | BDENF - enfermagem (Brasil) | 2015 | ID: bde-29580
Resumo: Objetivou-se mensurar a disponibilidade e satisfação do suporte social percebida e identificar as fontes de suporte das mulheres com aids em tratamento com antirretrovirais. Pesquisa quantitativa, descritiva, com amostra de 83 usuárias da Unidade Dispensadora de Medicamentos de um hospital público em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Utilizou-se um Questionário sociodemográfico e de saúde e a Escala de avaliação do suporte social, no período de fevereiro a abril de 2011. Os resultados foram apresentados pelas medidas de tendência central e dispersão. O estudo revelou que o suporte social mais recebido foi o emocional e as mulheres estão nem satisfeitas, nem insatisfeitas com o suporte recebido. A principal fonte de suporte foi a dos familiares, especialmente, o companheiro. Destaca-se a importância deste estudo quando se reconhece as diferentes necessidades das mulheres com essa infecção e a importância do suporte social como mediador na manutenção de relacionamentos positivos e na promoção da saúde.(AU).
This study measured the availability and perceived satisfaction about social support and identified the sources of support for women with aids in treatment with antiretrovirals. This was a quantitative and descriptive study that included 83 users of the Drug Dispensing Unit (UDM) from a public hospital in Santa Maria, Rio Grande do Sul.A demographic and health questionnaire and the Evaluation of Social Support Scale were used between February and April of 2011. The results were presented through measures of central tendency and dispersion. The study revealed that the most received social support was the emotional and that the women are neither satisfied nor dissatisfied with the support received. The main source of support was from family members, especially partners. The importance of this study is highlighted with the recognition of the different needs women with this infection have and the importance of social support as a mediator to maintain positive relationships and health promotion
Biblioteca responsável: BR513.1